quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Só isso

Digo sim quando quero dizer sim. Não, quando quero dizer não. Quando digo que vou pensar, é porque vou pensar; me pergunte novamente depois. Bebo quando quero beber. Não bebo quando não quero. Saio, mas volto. Não procuro problemas. Tenho raiva? Às vezes. Mas se o motivo passa, a raiva passa.

Não entendo gente que não é assim.

3 comentários:

Ibo disse...

Não cuido de plantas. Digito com um dedo só. E adoro beijo na boca!
-by Gabriel Colombo

.Mi. disse...

Não entendo essas coisas nas pessoas também. Não quer dizer que esqueço fácil, mas algumas coisas perdem o sentido com o tempo... Por isso, pra mim, é normal procurar a pessoa logo depois de uma briga ou algo assim. D:

Anônimo disse...

Pois é, a simplicidade muitas vezes é o aspecto mais difícil de ser compreendido. Muitas vezes, por exemplo, querer se afastar não quer dizer mágoa ou raiva, apenas existiram fatores congruentes que levaram a isso. Mais dia, menos dia tudo pode aproximar novamente, porém nem sempre é simples de se enxergar isso. Para mal-entendidos, geralmente conversar funciona bem, mas quando um não quer, qualquer esforço do outro será em vão.