domingo, 20 de julho de 2008

Lendas Lendárias do Cursinho: Parte 2/3 - Algumas histórias

Oh yes! A espera valeu a pena! Finalmente trago-lhes hoje algumas das histórias dos tempos de cursinho.

Das minhas histórias favoritas tiro primeiro as cartas ao Igor. O nosso professor de História, além de ser um excelente professor, era dotado de uma voz grave e impressionante. Era hábito no cursinho os alunos enviarem as dúvidas ao professor por pequenos bilhetes, bem como comentários e observações. Um belo dia, o Judeu enviou um bilhete ao professor.

"Querido Igor. Estava com saudade dessa sua voz aveludada.
Ass: Vítor Carrera"

Estava lançado. Em meio às gargalhadas da turma e protestos do Carrera, começava aí uma tradição. Todas as quartas-feiras, durante a aula de História, Judeu, Carrera, Pantera e eu desenvolvíamos bilhetes de conteúdo romântico, erótico e cômico ao professor. A presença de certas expressões-chave, como "voz aveludada", "cavanhaque", "amante latino", entre outras era imperativa, e os mesmos vinham sempre assinados por alguma figura de destaque da classe. Impossível, após tantos anos, lembrar-me de uma das cartas até os mínimos detalhes, mas acho que ainda consigo simular um trecho... imagine que este que se segue foi retirado de uma das cartas que escrevíamos:

"Igor, passo noites em claro sonhando com sua paixão latina. Quero sentir seu cavanhaque roçando minha nuca, ouvir sua voz aveludada sussurrando besteirinhas no meu ouvido enquanto nos enroscamos pelas areias de uma praia deserta como dois mangustos excitados." ... e por aí vai...

O professor parava, lá pela metade da aula, anunciando "Hora dos comerciais" e lia seus bilhetes com sua pré-mencionada voz retumbante, sendo nossas cartas o momento mais aguardado por todos. A classe inteira ria, mesmo os alunos mais sérios e aplicados. O momento derradeiro era quando o professor anunciava o "autor" da carta, sempre pego de surpresa.

Classe: *gargalhadas*
Igor: "Com amor, Phil Colins"
Phil: ahahahahaha... ei! Eu não, eu não!
Classe: ahahahahahaha! Puto! ahahahahaha!

Não sei dizer com certeza, mas uns 90% dos apelidos mencionados no último texto assinaram cartas ao Igor (inclusive o meu, do Judeu e do Pantera. Fora o preço por se omitir da carta no dia)

Dizia-se que o professor Wilson, de física, era gay, apelidado carinhosamente de Seu Peru. Ao entrar na classe era saudado pelos alunos com calorosos "glu glu", que sempre se encerravam ao início da aula. Um dia, porém, um dos alunos se excedeu e prosseguiu fazendo glu glu durante a aula, ao que o professor, encolerizado, respondeu: "Vem cá, moleque? Cê é retardado? Cê tem problema, porra? Cala a boca, idiota!", para júbilo do resto da classe.

Dizia-se que o professor de Literatura era seu irmão. Reconhecidamente bom de copo, Rafinha sempre encerrava suas aulas com um efusivo "Meninas, juízo! Rapazes, não bebam!", ao que era respondido com coros de "Hipócrita!" (coros esses feitos sempre que o mesmo condenava o álcool durante suas aulas). Rafinha possuia um conhecimento impressionante de sua área, e era fã confesso de Camões, chegando a vir em trajes de gala no dia em que daria aula sobre o poeta. Sempre que fazia referência ao mesmo, anunciava "o maior escritor da língua portuguesa", inspirava profundamente e se preparava para praticamente bradar "Camões!", sendo 99% das vezes interrompido por algum aluno dizendo "Paulo Coelho!", ao que ele respondia com um ríspido "Bobão!". Ainda durante as aulas, ao ter suas perguntas corretamente respondidas por alunas, os outros alunos pediam que ele as beijasse. Ele dizia "Gente, eu não posso! Eu fiz um juramento!" enquanto se encaminhava para a mesa da aluna, enquanto os outros alunos diziam "Ah, foi na UNIP, não vale!" Beijava e comemorava discretamente e voltava. Todos provocavam "A do lado!", e tudo se repetia. E assim ia, até que "a do lado" fosse um homem, ao que ele respondia "Epa! Peraí! Eu posso estar sozinho, mas sei o que quero!" Quando fazia menção à homossexualidade, dizia que fulano era "... como meu irmão, professor Wilson". Mas um dia em que a sala estava particularmente indisciplinada realmente impacientou o Rafinha, que gritava "Chega! Chega!" Para surpresa de todos, Wilson passou em frente à classe e imitou: "Chega! Chega! Porra, vira homem, rapá!", destruindo agora qualquer tentativa de silenciar a classe.

A última história de hoje (contarei mais no próximo post) é a famosa história do Pêssego, para fechar com chave de ouro. O professor Fabião vivia a mencionar uma certa história envolvendo pêssegos e o professor Sílvio (cujo nome ele dizia sempre após fingir soprar os cabelos para fora dos olhos, em referência aos cabelos lisos do professor de Química), mas nunca chegava a contar a história. Um dia, após feroz insistência, ele contou a história.
Reza a lenda que o professor sempre teve uma fantasia de comer pêssegos de cima de uma garota. Uma bela noite, uma garota topou realizar essa fantasia. Daí brincadeirinha vai, brincadeirinha vem, num dado momento ele estava a comer um pêssego colocado bem sobre a toca do tubarão. um movimento pouco coordenado, o pêssego escorregou pra dentro! Cutuca daqui, cutuca dali, mas não conseguiu tirar o pêssego (e a guria devia estar achando o máximo!), e acabou deixando lá mesmo! Mas como se não bastasse isso, no dia seguinte ele recebe uma ligação no celular. Era a guria, aos prantos "Ai, acho que eu abortei! Fui no banheiro, daí saiu essa coisa meio laranja de mim, eu tou tão assustada..."

Semana que vem eu posto mais algumas, pois um texto muito longo acaba enchendo o saco. sem contar que, fazendo isso, garanto visitas por mais uma semana xDDDDDD

Será que alguém do cursinho está lendo isso?

12 comentários:

Carrera disse...

uaeihiueahuieah , não vai acreditar loner , ontem mesmo (sabado) topei com o Igor!!!

Ah , e btw , as cartas sempre começavam com : Querido Igor ...

Uma mto foda , foi qdo eu mandei a carta de uma frase só pra ele ler.

Querido Igor,

Me coma

Ass: Gilvan Jr.

uiweahouawehiuoaewhuioaeh , nesse dia achei que eu ia pras vias de fato com o gilvan eiuahiueahiueahiuaehuiaeh

Anônimo disse...

aiuhaiuhaiuhaihaia

curti muito loner

pena que meus tempo de cursinho não foram tão divertidos

abraçaum ae

Rafael disse...

Carai, to rindo muito aqui!
Essa do pêssego, ah pa PQP!
iajsiajsijaisjaijs

Renato disse...

maaaano
morri com essa do pessego!!!

Lorraine disse...

eu conheço essa história XD
alguém que fazia cursinho já me contou! hiuehoiashaoeiuhsa eu amo!

Lorraine disse...

essa do pessego*

Dani.chan disse...

UHSDIUHASD
nossaaaaa
essa do pessego foi foda
HAUSIDHASD
a dos bilhetes tb!
HAUSIDHUIAOHSDUIHADIUHASD

mutio foda²
so voce msm xD

peruka_gnr disse...

hhuahuahuahuahuahuahuahuahuahauh!!!!!!!!
muito foda!!!
bons tempos,uma das melhores epocas da minha vida,muitas saudades,a gente ia pro cursinho soh pra c divertir.
naum sei c tenho orgulho ou vergonha d ter participado disso...
huahauhauhuahauhauhahu!!!
cursinho biju noite 2005,melhor galera, altos personagens e os caras + 100 noçaum d santos.

obs:lembrei d um apelido seu loner,era lolito caliente.
hauhauahuahuhauhauhauhua!!!!
lembra ?

saudades,abraços a todos e bjo nas bundas.

ass:Boné Rosa

Vanessa Kairalla disse...

hahahaha embora algumas coisas eu tenha demorado para entender (sabe como é né!? A gente somos meio devagar e tal hahaha) ri bastante com suas histórias ahaha ;)

Rafael disse...

Ow, carai, tô esperando o próximo post ^^

Chester disse...

HapiBlogging to you my friend! Have a nice day!

Setz disse...

EU TO LENDO XDDDD

fiz cursinho lá uns 3 anos antes, mas as piadas sempre eram as mesmas XD