segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Turn and face the strain

A última parte das histórias do cursinho está armazenada num computador temporariamente inacessível. God knows que eu não vou digitar tudo de novo. Então assim que puder pegar o texto, pego e posto. Mas até lá, fiquem com mais histórias. Sempre que as pessoas conversavam sobre suas prévias mudanças de casa eu me resignava a ouvir, sem ter minha própria experiência para compartilhar. Em 22 anos de vida, eu só havia me mudado agora, quando vim para o Pará, e mesmo assim eu havia perdido a parte mais difícil do processo, que é esvaziar a casa anterior. Porém, dessa vez eu estive envolvido no processo, e tenho que dizer uma coisa: ou eu passei por um processo excepcional, ou mudança é uma das coisas mais tensas que podem pintar na rotina de alguém. Nunca antes tive que usar tão ao extremo minha força e astúcia (principalmente força). Mas estou certo de que a minha mudança foi peculiarmente difícil. A inspiração pra esse texto veio durante a própria, e eu elaborava o mesmo a cada passo, fazendo uma espécie de perfil do quão viril esse processo pode ser.

1- Como você desmonta os móveis de casa?
[ ] Contrata uma equipe
[ ] Com as ferramentas adequadas
[x] Com um canivete
Com meus pais trabalhando e meu irmão longe de casa, coube à mim desmontar a casa inteira sozinho com a única ferramenta que eu tinha em mãos: um canivete multiuso chinês (nem suiço era), o que tornou a missão ainda mais difícil. Para desmontar os móveis mais altos, eu ainda contava com um pequeno andaime improvisado e seriamente avariado. Sem contar que ainda haja muque pra segurar os móveis semi-desmontados para que não caiam e se destruam.

2- Para desmontar as peças pregadas, você:
[ ] Usa ferramentas elétricas
[ ] Usa um martelo
[x] Usa os punhos
Vou te contar, nada nesse mundo me deu uma sensação de virilidade tão forte quanto desmontar um armário no soco. Depois de desparafusar, sobraram só as placas pregadas que eu, com certo êxtase, mandei pelos ares na porrada. Durante o processo eu ainda tratei de soltar uma infinidade de impropérios a cada surpresa desagradável, e fazendo pausas de quando em quando para evitar a fadiga.

3- Depois de desmontar a casa toda, você:
[ ] Toma um banho e relaxa
[ ] Arruma tudo
[x] Toma uma breja e come um sanduíche
Vamos esclarecer uma coisa: numa mudança, o homem faz o trabalho pesado. Ele desmonta, carrega, quebra e empurra. Arrumação é o trabalho da mulher, bem como o de preparar um bom sanduíche para o homem. A única exceção se aplica às ferramentas; nunca - e eu reitero, NUNCA! - deixe uma mulher mexer em suas ferramentas. In a nutshell, foi graças à mulheres mexendo em ferramentas que eu acabei restrito a usar esse canivete (que, por sua vez, representou uma arrumação fácil)

4- Como você carrega as coisas para o caminhão?
[ ] Pede para os outros ajudarem
[ ] Usa carrinhos e outros apetrechos
[ ] Carrega uma coisa de cada vez
[x] Carrega quantas coisas conseguir de uma vez
Primeiro esclareçamos uma coisa: um macho de verdade nunca admite que algo é pesado demais para ele carregar. Se ele tiver que carregar uma geladeira sozinho, god knows que ele vai carregar ou morrer tentando. A reação mais comum a algo pesado demais é alegar preguiça e procrastinar ("Ah, depois eu levo, tem essas coisas aí no caminho atrapalhando! Tira isso daí que eu vou tomar uma cerveja, e aí eu levo"). Então lá ia eu, carregando coisa de uns 50, 60kg de uma vez (o que me rendeu dores no dia seguinte, mas finjam que eu não disse isso). Felizmente ninguém faz uma mudança totalmente sozinho, então todos solidariamente ajudam nas piores partes, como a geladeira e a máquina de lavar.

5- Como você vai para a nova casa descarregar os móveis?
[ ] No seu carro
[ ] No caminhão
[x] Na caçamba do caminhão, segurando a carga
Era tanta coisa que tivemos medo de que algo caísse pelo caminho. Daí fui eu, empoleirado na caçamba do caminhão, segurando as tranqueiras empilhadas. Quando o colchão saiu voando e eu peguei em pleno ar, percebi ter tomado a decisão certa. Uma cerveja e um cigarro adicionaram alguns pontos de hardcore ao processo.

6- Qual o melhor tempo para executar a mudança?
[ ] Num dia ensolarado
[ ] Numa tarde nublada
[x] Numa noite chuvosa
Pois é, além disso tudo, fui tomando chuva ¬¬"

7- Qual o melhor percurso para seguir com o caminhão?
[ ] Uma estrada ampla
[ ] Ruas da cidade
[x] Estradinhas de terra esburacadas
Cada solavanco me dava a sensação de que seria, a qualquer momento, sumariamente ejaculado de cima do caminhão. Cheguei muito perto de voar longe umas três vezes.

8- Uma vez em sua nova casa, o que faz primeiro?
[ ] Liga a TV
[ ] Toma um banho
[ ] Liga um CD do Phil Collins
[x] Liga um CD do Pantera
Colocar os móveis pra dentro de casa ao som do NX Zero que os vizinhos estavam ouvindo foi uma tarefa épica. Pra mostrar que tipo de som um macho de verdade ouve, botei um bom CD do Pantera bem alto (tá certo que também tinha Velvet Revolver no CD, mas Velvet também é maneiro).

E aqui estou eu agora, nesta casa onde ficarei temporariamente. Já dá pra perceber que tou bem avançado na dungeon, porque todos os inimigos subiram de level: aqui é muito longe, muito escuro, os vizinhos são emos, as lagartixas viraram realmente pequenos lagartos, o sinal de rádio da internet não alcança tamanha distância, e por aí vai. Mas tem um ponto bom: os Midnight Carnivals acabaram, pois a população artrópode desta casa é tal qual a de uma casa comum. Não mais passo horas caçando criaturas de seis pernas pela casa.

6 comentários:

Rafael disse...

Nossa, ri muito do "com os punhos" iasjiasjais
Mudança é tenso, me lembro do ano passado...
Sem midnight carnivals, o que vais fazer pra matar o tempo nesse fim de mundo? isjaisjaisji
Thequila

Renato disse...

Esse cara é muito macho!!
Continue o legado do seu pai q carrega uma geladeira no ombro

Anônimo disse...

mudança eh tenso mesmo

me lembro de quando mudei pra cá

pq eu naum me cansei carregando coisas eu me cansei limpando, aki era pior q o ape do joe do joe e as baratas

Vanessa Kairalla disse...

hahahaaha meu deus!! Imagino eu que engraçado passar por um estradinha de terra esburacada e ver passando uma carreta de mudança com um rapaz alto em cima brincando de Jackie Chan enquanto tenta manter seus pertences dentro a carreta. hahaaha ai ai ai Loner, você é realmente engraçado.
E você tem razão, homens nunca adimitem que algo é pesado demais para carregar! Acho que envolve uma questão de honra né!? É que nem a maldita aversão a pedir informações! ahahahaha depois nós mulheres que somos complicadas!!

Lorraine disse...

"Vamos esclarecer uma coisa: numa mudança, o homem faz o trabalho pesado. Ele desmonta, carrega, quebra e empurra. Arrumação é o trabalho da mulher, bem como o de preparar um bom sanduíche para o homem."

ashoueihosauiheuihas
pra mim tá ótimo! até parece que vou ficar carregando geladeiras de um lado pra outro! ashuioehoiasashsa
Prefiro fazer um sanduiche mesmo aoiuehsauhs

MUITO bom esse texto!

Setz disse...

rapaz, e tu se acha por ter feito UMA mudança???


eu me mudei ONZE VEZES em DOZE ANOS @_@


e a maioria das vezes foi mais ou menos assim, exceto pelas coisas que você menciona que são características de sua região, como ser ejaculado da caçamba de um caminhão em uma estrada de terra. Mas caso tenha dúvidas, pergunte pro flávio como é viajar dentro de um armário no meu porta-malas. XD~