domingo, 8 de junho de 2008

Onde eu vim Pará - Parte 2

Realmente, eu tenho sempre muito a relatar dessa terra perdida onde eu fui me enfiar. Creio eu que as surpresas estejam apenas começando, apesar de este já ser o segundo longo relato que eu tenho a prestar. Sendo assim, nomearei todas as edições que seguirem esse tema sob esse mesmo título, a partir de agora. Vai ficar meio confuso, tipo aquele lance dos nomes do Rambo, mas é só se lembrarem que o "Fatos aleatórios sobre o Pará" é a parte 1 da série "Onde eu vim Pará".

Bom... por onde devo começar? Vim protelando, por diversos motivos, a redação desse texto, daí as idéias acabam se perdendo no meu inconsciente... creio que surgirão a medida que escrevo. Ah, já sei! Farei por tópicos.

- O futebol paraense é um fenômeno que eu ainda não consegui entender. Ao contrário do resto do país, aqui os times jogam aos sábados. Todos os times são ruins, mas ainda assim os jogos são emocionantes e os gols são espetaculares! Esse ano já saiu gol olímpico, gol de bicicleta... Mas o que eu realmente ainda não entendi é o Campeonato Paraense. Os campeonatos dos outros estados já acabaram faz tempo, já tá acabando a Libertadores e a Copa do Brasil, começando o Brasileirão, mas o Parazão ainda não acabou! Todos os times já jogaram entre si umas 4 vezes, aí o Águia ganhou, mas parece agora que o Paysandu vai tirar o título do Águia... pelo que eu entendi, devem rolar um monte de campeonato paraense por ano... não tou entendendo nada...

- Em mais de duas décadas morando em Santos eu nunca antes tinha ouvido o nome Siane, mas aqui é um nome muito popular. Não conheço quase ninguém e já me deparei com umas vinte (incluindo suas vertentes Sianne, Syane, Ciane, e por aí vai)

- A internet aqui é cara e muito ruim. Não existe cabo (nem TV nem internet). Eu uso internet de rádio, que é meio cara, um tanto quanto lenta, e absolutamente inutilizável quando chove.

- Por falar em chuva, continua chovendo torrencialmente todos os dias por aqui. Dizem que aqui, no inverno, realmente chove todo dia, mas nessa época do ano já deveria estar parando. Porém, aparentemente anda chovendo demais pra essa época do ano. Deve ser a minha aura de humidade* ainda fazendo efeito.

*Natural de um lugar úmido como Santos, eu carrego uma aura de humidade que traz clima úmido e chuva para qualquer lugar onde vou. Os brasilienses que o digam: choveu pela primeira vez em mais de 100 dias logo no mesmo dia que eu cheguei em Brasília. Os mineiros também: todo dia que eu ia ao Parque Guanabara chovia, e um desses dias choveu tanto que molhou toda a área de fliperamas e tiveram que desligar a Pump.

- Não existe uma única pizza decente nessa cidade. A única pizza boa vem de um lugar não concidentemente chamado "Cia. Paulista de Pizza", que é pouco melhor que a rede Cristal de Santos. Belém também tem Pizza Hut, mas Pizza Hut é uma bosta, mesmo. Tirando isso, a "melhor" pizza vem de uma pizzaria bem pertinho da minha casa que vende uma pizza HORRÍVEL. Entregam embrulhada em alumínio, como se fosse um marmitex de pizza, tem uma massa sem gosto e cara pra cacete (+R$20,00)

- As baladas continuam rolando. Meu irmão, ignorando todos os avisos que eu lhe prestasse, foi a uma delas, e voltou contando histórias muito semelhantes às que eu tinha para contar. Bem, eu avisei...

- Ainda falando de baladas e do meu irmão, um dos organizadores dessas festas por aqui ficou meio amigo do meu irmão, e o cara tem estranhos sonhos premonitivos que se realizam! Ele previu, por exemplo, que abriríamos um negócio de sucesso, e uma semana depois conseguimos uma excelente oportunidade para arrendar um laboratório, aqui. E isso é só um exemplo.

- Ainda com as desventuras do meu irmão, um belo dia ele estava na LAN House do nosso camarada, Cledson, quando uns moleques entraram querendo fazer "corujão", ou whatever. O Cledson falou que numa boa se eles, obviamente, pagassem. Pedindo para esperar, eles foram embora e voltaram, cerca de meia hora depois, com mais de 100 reais em dinheiro e três celulares.

- Sobre a fauna que habita minha casa; os insetos, sobretudo as formigas e mosquitos, continuam fazendo investidas pouco frutíferas, tendo seus guerreiros mutilados pelas minhas mãos e pés diariamente. Os sapos tornaram-se menos freqüentes, mas ainda vêm dar um oi ocasionalmente. Porém, o que me deixou realmente floored foi a aparição do Joel! Sim! Depois de anos viajando o mundo, Joel voltou para me fazer uma visita! Seriously, now... eu fui pro quintal dos fundos e de repente me deparei com um caranguejo! UM - FUCKING - CARANGUEJO! Eu não moro nem perto de um mangue, muito menos de uma praia, como diabos um caranguejo apareceu no meu quintal?

- O estado do Pará impede que eu mantenha minha posição de supremo sanduicheiro. Os condimentos deixam a desejar, o presunto é horrível, os pães são aqueles pães que foram proibidos há muitos anos em São Paulo, com aquela substância que deixa ele grande, porém ruim. Mas a pior parte são as salsichas. Salsichas aqui, de qualquer marca, parecem versões grandes de salsichas de viena! São moles, ruins, são... eca! Como eu posso fazer meus gloriosos cachorros-quentes com esse material? Essas malditas salsichas privam meus hot-dogs de sua, outrora, mais do que merecida grandiosidade.

- Pra finalizar, o que me fez escrever esse texto em primeiro lugar. Vi na televisão que seria realizado o 38º Forró do Agnaldo, com a produção do Super Pop, a mesma responsável pela grande festa do Super Pop, o equivalente paraense do Skol Beats. Nesse evento seria lançado o Luxuoso Imperial! E aí, após isso, eu saí em pesquisa do que vem a ser uma "nave". A princípio eu pensei que fosse de onde viessem os paraenses, mas após alguma pesquisa, descobri o que é uma nave: são esses malditos carros de som, que saem pela cidade tocando brega! Geralmente Chevettes com caixas de som em cima, ou algum outro carro de merda (não que o Chevette fosse um carro ruim, mas qualquer carro depois de +10 anos fica uma bosta, exceto por fuscas) arrastando um pequeno trailer com caixas de som. Existem também as Super Naves, que são basicamente a mesma coisa, mas consistindo de caixas de som maiores em carros maiores (geralmente Kombis, mas qualquer tipo de picape ou minivan é possível). E por que procurei tudo isso? Porque o Luxuoso Imperial é uma Mega Super Nave! Fuck!!! I mean... uma Mega Super Nave? Por que não simplesmente Mega Nave? E por que, Deus, por que essas naves paraenses? E o pior de tudo é que deve ser tipo um favorzão de divulgação do lançamento da nave (eu ri dessa frase depois que escrevi, e vocês?), pois o próprio Super Pop possui - pasmem - uma Ultra Mega Super Nave! I'm seriously not making this up! Esse tipo de coisa é demais até para a minha imaginação, por mais fértil que seja.

Se o que dizem sobre 2012 é verdade, então estou condenado a viver no Pará até o fim dos tempos... vou pro inferno, mesmo... might as well enjoy the ride =P

7 comentários:

Rafael disse...

"(não que o Chevette fosse um carro ruim, mas qualquer carro depois de +10 anos fica uma bosta, exceto por fuscas)"
Disse tudo (Y)

Eu ri caralhos voadores do Joel ausheuashe

E como assim, vai morar aí até o apocalipse maia?
Thequila

Z disse...

HIOUHUIAEHUIHAEIUO
super ultra mega nave
DHUAIOEHUIE

a do Joel tbm foi massa
no proximo post tenta postar algo pela visão do seu irmão xD
ia ser rox tbm!

e a sua irmã, como ela ta se virando nessa?
xD

abraço!

apenas desabafo disse...

aduihasduiohasuidh ai meu deus asuidhasudh

sempre choro de rir com suas histórias do pará

Dani.chan disse...

Ou pro céu, né?
Vivendo nesse inferno ae, voce ja deve estar acostumado com o inferno xDDD

[A.D.B.] Mr. Hetfield, o "Festa" disse...

OMFG! Loner, você realmente é masoquista em continuar aí!!
Nos avise se um dia lançarem uma Super-Hiper-Mega-Master-Blaster-Fucking-Nave aí no Pará!!

Um abraço!

Fong disse...

ASIOEHSAIEOHIOSEAHSAIOEH
ASOIEHASOIEHEASOIHSOEIAHOASIEH

mano, adoro seus textos! AOISEOISAEHAOISEH... ri muito do seu irmão
ASEOIHSAOEIHSOIEAHSEOIAHASE

Setz disse...

cara, 2 coisas

1o., não publica o lance lá não ;)

vai dar cocô grande =x

2o., vc perdeu a bwf ao vivo em cubacity =x

onde é que tu foi Pará ontem, rapaz... =_=